24/06/2017 Sem Comentários

100 Anos da IASD UNASP-SP

100 Anos IASD UNASP-SP
Tempo de agradecer e esperar

Hoje é dia de agradecer.
A Deus em primeiro lugar.
Depois a cada um dos milhares que fizeram e fazem a história desta igreja em seu centenário.
A Bíblia ensina em Romanos 13:7, “A quem honra, honra”.
Orar e Ler o Texto:
Salmo 126:1-6. “Grandes coisas fez o Senhor por nós, por isso estamos alegres”.
Vou começar contando a história de Joseph Charles Plumb Jr.
Charlie Plumb, como ficou conhecido, foi piloto de caça da marinha norte-americana durante a guerra no Vietnã. Em sua 75a. missão de combate, seu avião, um F-4 Phantom 2, foi atingido por um míssil, forçando Plumb a ejetar-se, indo parar direto nas mãos dos inimigos, tendo ficado preso 2103 dias, nas prisões vietnamitas.
Apesar dos maus tratos, conseguiu sobreviver e quando libertado, voltou para casa nos EUA, e passou a dar palestras, dividindo com o público as lições aprendidas naquela experiência.
Um dia, sentado em um restaurante com sua esposa, foi abordado por um senhor de uma mesa próxima:
— Você é o Plumb, que era piloto de caça no porta-aviões Kitty Hawk na Guerra do Vietnã. O seu avião foi abatido!
— Como sabe disso? — interpelou-o Plumb.
— Era eu quem dobrava o seu paraquedas — respondeu o homem.
Plumb engoliu seco, surpreso e ao mesmo tempo grato. O homem, apertando a mão do piloto, comentou:
— Acho que o paraquedas funcionou!
Plumb lhe assegurou que sim, e que se não fosse pelo seu trabalho, ele não estaria ali naquele momento.
O ex-piloto passou aquela noite em claro, pensando naquele homem. “Eu não conseguia parar de imaginar qual seria a sua aparência de farda: boné branco, golas alongadas nas costas e calças boca-de-sino. Quantas vezes será que o vi e não o cumprimentei nem disse nada? Afinal, eu era um piloto de caça, e ele apenas um marujo”.
Plumb pensou nas muitas horas que o marinheiro deve ter passado enfurnado no navio, diante de uma mesa comprida de madeira, arrumando cuidadosamente as linhas de suspensão e dobrando o velame, tarefa da qual dependia a vida de alguém que ele nem conhecia.
A partir daquela noite, quando contava esta história em suas palestras, Plumb perguntava à plateia: “Quem está dobrando o seu paraquedas?”, lembrando que, nas tarefas diárias, todos dependemos da contribuição dos outros.
Às vezes, enfrentando os desafios diários da vida, deixamos passar por alto o que é verdadeiramente importante. Talvez deixemos de cumprimentar uma pessoa ou agradecer a alguém, parabenizar uma pessoa por uma conquista especial, fazer um elogio ou simplesmente um agrado espontâneo.
Hoje nós temos uma igreja linda, confortável e abençoada.
Não podemos nos esquecer de quem dobrou o nosso paraquedas. Isto é: os que vieram antes de nós e os que fazem o nosso dia a dia.
De 1917 até hoje muitas coisas aconteceram. Quantas pessoas já passaram por aqui! Quantos Pastores, líderes, irmãos! Será que todos foram valorizados?
Na década de 1960, foi feita uma campanha para a construção da Igreja do então IAE, hoje UNASP-SP.
Primeiro momento:
Chamar à frente os primeiros anciãos, o tesoureiro e a secretária e o patrimonial. Líderes da APS.
Chamar a frente Pastor Cipriano de Moraes. Pastor na Lancha Luminar I, no rio São Francisco, de 1964 a 1969.
Ednyr Cornette, administrou a campanha da compra dos bancos.
Pastores que por aqui passaram.
alguns mandaram mensagens.
Irmãos com mais de 60 anos.
Os Comendadores da IASD do UNASP-SP,  Pr Horne, Pr Eneas, Pr Cipriano, Irineu, Irmã Eide, Irmã Rosa, Pr Flávio, Pr Turíbio, Pr Homero, Pr Paulo Lima, Maestro Elias Azevedo, Dr Wilson Rossi, Professor Euler, Professor Enoque Hein, o Eurico Borges, o Zoar. E tantas outras pessoas.
Vamos juntos cantar o Hino: Inda é longe Canaã? Letra e música de George Frederick Root, arranjo de Márcio Marçal e Ronnye Dias.
O tema mais pregado aqui neste altar foi a volta de Jesus. Quantos pastores e pregadores já sacrificaram neste altar.
Mostrar o Jornal Adventista de 1976.
Pastor Joel Sarli escreveu sobre a volta de Jesus.
João 14:1-3, “Virei outra vez e vos receberei para mim mesmo”.
Em 1981 Pastor Henry Feyerabend fez uma semana de oração. Mostrar a foto do boletim.
Tema: Volta ao Lar.
Segundo momento:
Pessoas entre 30 e 60 anos. Chamar a Cely, a Celina, a Angela, o Alencar, a Maria e a Alvani. O Braulino, o Edinho, o Levisão. A Sheila o Luvercy, a Kelly Milhomens.
Vamos cantar juntos o Hino: Vencendo vem Jesus. Letra de Julia Hart Howe, música tradicional americana, Arranjo Ronnye Dias.
Será que ficaremos ainda mais 100 anos neste mundo?
Será que Jesus não virá dentro dos próximos 100 anos?
Apocalipse 22:12, “Venho sem demora e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um”.
Terceiro momento:
Chamar o Ronnye, o Davison, o o Klinger, o Renan, o Rafaelzinho e outros.
Vamos cantar juntos o Hino: Cada dia mais perto. Letra de Valdeci Lima, Música Lineu Soares, Arranjo Ronnye Dias e Lineu Soares.
O galardão mencionado por Jesus é a vida eterna. Deus vai inaugurar a nova vida com uma cerimônia que a Bíblia chama de A Ceia das Bodas do Cordeiro, conforme Apocalipse 19:7-10.
Compreendendo os costumes do antigo oriente é mais fácil entender este texto.
Eram 3 fases, da seguinte maneira.
Primeiro uma reunião entre os pais dos noivos para assinatura do contrato e o pagamento do dote que os pais da noiva pagavam ao noivo e seus pais.
A segunda fase consistia de um cortejo esplendoroso quando o noivo, acompanhado de seus amigos iam até à casa da noiva que já os esperava com suas amigas.
A terceira e última fase era a ceia das bodas que poderia durar vários dias, como o casamento em Caná da Galileia.
Veja que a primeira fase representa o período de graça quando cada crente deposita sua fé em Jesus como Salvador e Senhor e o dote foi pago na cruz.
A segunda fase é a volta de Jesus quando o noivo que é Cristo se encontra com Sua noiva que é Sua igreja.
E a terceira fase então é a grande festa a grande ceia. A Ceia das Bodas do Cordeiro.
Por isso o anjo mandou João escrever: “Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro”. Apocalipse 19:9.
Jesus disse que seria como nos dias de Noé e nos dias de Ló. Lucas 17:26-30.
Paulo diz que será como uma mulher que está para dar à luz. 1 Tessalonicenses 5:3.
Deus nunca falha. Ele prometeu, Ele cumpre!
O dízimo da minha mãe. Vó Landa.
Morreu dia 01/07/2005.
Meu desafio hoje a cada um de nós, a todos nós, é que sejamos fiéis.
Devemos ser fiéis a Deus o tempo todo.
Vamos orar.
Descerrar a placa comemorativa dos 100 anos.

Pastor Stina
Pastor Sênior da Igreja do UNASP-SP
24/06/2017

Deixe um Comentário