27/01/2017 Sem Comentários

Por Minha Causa

POR MINHA CAUSA
Bem-aventurados sois vós.
É uma bênção estar de volta.
Foram dias de muita alegria com os filhos e netos no Canadá, mas ao mesmo tempo muita neve. Alguns dias a temperatura chegou a 48 graus negativos.
Acompanhei com atenção todos os cultos do mês de janeiro.
Obrigado Pastor Tito, O Louvor Negligenciado. Pastor Horne, Breve, Mas Até Quando? Pastor Douglas, Bom Princípio de Deus.
Nosso assunto hoje é: POR MINHA CAUSA.
Esta expressão foi pronunciada por Jesus. Não é por nossa causa pessoal, mas por causa de Jesus.
Similares:
Por amor de mim. Marcos 8:35.
Em memória de mim. Lucas 22:19.
Por amor de mim. Mateus 10:37.
Por amor de mim mesmo. Isaías 48:10.
Onde encontramos na Bíblia a expressão POR MINHA CAUSA, pronunciada por Jesus?
No sermão da montanha.
Jesus pregou 4 grandes sermões:
Sermão da Montanha. Mateus 5-7; Marcos 5 e Lucas 6.
Sermão do Cenáculo. João 14-17.
Sermão dos Oito Aís. Mateus 23.
Sermão Profético. Mateus 24-25; Marcos 13 e Lucas 17:20-37.
POR MINHA CAUSA, está nas bem-aventuranças e as bem-aventuranças fazem parte do Sermão da Montanha.
Vamos ler a Palavra de Deus.
Mateus 5:1-12.
“Vendo Jesus as multidões, subiu ao monte, e, como se assentasse, aproximaram-se os seus discípulos; e ele passou a ensiná-los, dizendo: Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus. Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados. Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a terra. Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão fartos. Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. Bem-aventurados os limpos de coração, porque verão a Deus. Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus. Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus. Bem-aventurados sois quando, por minha causa, vos injuriarem, e vos perseguirem, e, mentindo, disserem todo mal contra vós. Regozijai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que viveram antes de vós”.
Mais do que fazer parte do Sermão da Montanha, as bem-aventuranças representam a mais bela introdução de um sermão. São também a apresentação do caráter do pregador, o Senhor Jesus.
E mais do que tudo, elas simbolizam a carreia cristã para cada um de nós. As bem-aventuranças representam um resumo do Evangelho. Um alvo a alcançar, alcançando-o. Por isso se diz que o céu é o caminhar para o céu.
São uma sequência crescente de traços de caráter do verdadeiro cristão. São como elos de uma corrente, se quebrar um a corrente está desfeita.
Não devem ser tratadas separadamente. Seria mais ou menos como o fruto do Espírito encontrado em Gálatas 5:22-23, “Mas o fruto do Espírito é: o amor, o gozo, a paz, a longanimidade, a benignidade, a bondade, a fidelidade, a mansidão, o domínio próprio; contra estas coisas não há lei”.
Não são qualidades naturais do ser humano. São características espirituais que exigem abnegação por parte do seguidor de Cristo. São alcançadas apenas e tão somente pela operação da divindade na vida do crente.
Não podem ser compreendidas do ponto de vista material. São partículas do reino espiritual de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo que se desenvolvem na vida do cristão.
Mohandas Karamchand Gandhi, Mahatma Gandhi: “Se a humanidade perdesse todas as obras sacras e ficasse apenas o Sermão da Montanha, não teria perdido nada”.
No Sermão da Montanha Jesus fez uma síntese das Leis Morais que regem a humanidade de todos os tempos.
Bem-aventurando:
Em grego = Makários. Supremamente abençoado, afortunado, feliz.
Em hebraico = ashrei ou ’esher = marchar, em marcha para a glória.
O verbete bem-aventurado aparece algumas vezes no Antigo Testamento e muitas vezes no Novo.
Exemplos:
Salmo 1:1, “Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios”.
Salmo 33:12, “Bem-aventurado o povo cujo Deus é o Senhor”.
Tiago 1:12, “Bem-aventurado o homem que suporta, com perseverança, a provação; porque, depois de ter sido aprovado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que o amam”.
Apocalipse 14:13, “Bem-aventurados os mortos que, desde agora, morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem das suas fadigas, pois as suas obras os acompanham”.
Além das bem-aventuranças do Sermão da Montanha, existem também as sete bem-aventuranças do Apocalipse. E algumas mais.
Como adjetivo significa muito feliz.
Como substantivo nomeia aquele que tem a glória dos Céus.
Jesus revelou que é possível ser feliz, e ao mesmo tempo deu as orientações de como deve ser o caráter daqueles que estão buscando alcançar o reino de Deus.
Ao mesmo tempo que o significado é simples, é também muito profundo. Não se trata de uma felicidade passageira, fundamentada em estímulos, que desaparece quando os estímulos são tirados.
É a felicidade celeste que é fundamentada em Deus, na fé e na obediência à Palavra de Deus. Essa maneira de viver cria ou gera uma felicidade capaz de resistir os momentos mais difíceis da vida.
Os estudiosos já dividiram as bem-aventuranças em 8, 9 e até 12. Como está em nossa Bíblia, eu creio que são 9.
Cada uma delas tem duas faces: o ideal de Deus, e o resultado. Descrevem o discípulo ideal e a recompensa da fidelidade no futuro, com respingos de recompensa já nesta vida.
Vamos dar uma olhadinha em cada uma delas?
1. Humildes de espírito. Deles é o Reino dos Céus.
2. Choram. Serão consolados.
3. Mansos. Herdarão a Terra.
4. Tem fome e sede de justiça. Serão fartos.
5. Misericordiosos. Alcançarão misericórdia.
6. Limpos de coração. Verão a Deus.
7. Pacificadores. Serão chamados filhos de Deus.
8. Perseguidos por causa da justiça. Deles é o Reino dos Céus.
9. Por Minha Causa vos injuriarem, perseguirem e mentindo disserem todo mal contra vós. Regozijai-vos e exultai porque é grande o vosso galardão. Assim fizeram com os profetas antes de nós.
Talvez esta última seja a mais difícil de todas.
Na oitava Jesus fala dos perseguidos por causa da justiça. Num mundo tão injusto, como o que nós vivemos, é fácil ser perseguido, sendo justo.
Porém, na nona bem-aventurança, a injúria, a perseguição e o falso testemunho, são por causa de Cristo.
Não é porque fizemos algo errado, ou tratamos mal alguém. É por causa de Jesus, pelo fato de seguirmos Jesus.
Por minha causa.
Se a causa dos acontecimentos é o nosso comportamento inadequado, o problema é nosso.
Mas, se os episódios são por causa de Jesus, temos grande galardão nos céus.
Injúria, perseguição e mentira.
Regozijai-vos e exultai, galardão no Céu.
Os profetas foram perseguidos.
A vida de João Batista é a melhor ilustração. Foi decapitado, por ordem de Herodes Antipas. O tetrarca da Galileia, que morreu no exílio na Gália, por ordem do imperador Calígula.
Não confundir com o Herodes Agripa I, aquele que foi comido vivo por vermes, Atos 12:23. A razão desse castigo divino não foi a morte de João Batista, mas o fato de não dar glória a Deus quando o elogiaram, chamando-o de Deus.
Injúria, o que é? Calúnia, injúria e difamação, são coisas parecidas. Em suma, trata-se do xingamento proferido contra a vítima. É atribuir a alguém qualidade negativa, não importa se falsa ou verdadeira.
Perseguição o que é? A perseguição se materializa em ações repressivas realizadas por um grupo específico contra outro. O que mais motiva a perseguição são os seguintes temas: religião, política, cultura e etnia.
Mentira contra você o que é? Mentira contra é levantar falso testemunho. Testemunhar contra alguém que é inocente, mas afirmar que ele é culpado.
Porque temos que passar por injúria, perseguição e mentira contra nós?
Para que sigamos o exemplo de Cristo. Isso é tomar a cruz e seguir a Jesus. Mateus 16:24-27, “Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz, e siga-me; pois, quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; mas quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á. Pois que aproveita ao homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua vida? Ou que dará o homem em troca da sua vida? Porque o Filho do homem há de vir na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então retribuirá a cada um segundo as suas obras”.
O que aconteceu com Jesus? Jesus foi injuriado, perseguido e acusado falsamente.
João 1:11-12, “Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas a todos quantos o receberam, deu-lhes o direito de serem feitos filhos de Deus”.
Um pastor de verdade passa por essas tribulações. Se não passou, vai passar. Porque para ser pastor como Cristo, tem que enfrentar as tristezas do ministério, caso contrário, não é pastor de verdade. Pode perguntar para qualquer pastor de experiência, todos já enfrentaram essa cruz.
Mas não é só pastor, o cristão fiel também enfrenta.
Pergunta: se não estamos enfrentando injúria, perseguição e falso testemunho, será que tem alguma coisa errada? Será que somos melhores que o próprio Jesus?
Resposta: talvez não estejamos apresentando o verdadeiro cristianismo.
Será que nosso padrão de cristianismo, de igreja, não está muito distante do padrão de Cristo?
Fomos criados dentro de um conceito de igreja. Nos ensinaram que igreja é isso.
Não é nada contra as doutrinas da igreja, porque pode ser que alguém saia por aí dizendo que eu disse contra as doutrinas da igreja. Jamais, porque a igreja é instrumento de Deus para a salvação.
Minha preocupação gira em torno do seguinte: o que vem antes, as doutrinas ou as pessoas?
Quantas vezes nós sacrificamos as pessoas por causa das doutrinas?
Amados: igrejas, temos milhares e milhares, mas o negócio do evangelho é Cristo.
Sabemos tudo sobre a igreja, mas o que sabemos de Cristo?
Bom, eu pretendo tratar desse assunto num outro sermão. Porque hoje estamos falando das perseguições por causa de Cristo.
Quem com ele sofre, com ele reinará.
2 Timóteo 2:11-12. “Esta palavra é absolutamente digna de crédito: Se já morremos com Ele, da mesma forma com Ele viveremos; se perseverarmos, com Ele reinaremos, se O negarmos, Ele também nos negará”.
Apelo:
A nona bem-aventurança retrata nossa experiência espiritual?
Se você estiver sofrendo por causa de Cristo, alegre-se bem-aventurado.
Seja um propagador de Cristo.
Viva como Cristo.
Vamos orar!

Pastor Stina
Pastor Sênior da Igreja do UNASP-SP
28/01/2017

Deixe um Comentário